21:01:46 Terça-Feira, 21 Novembro 2017
Limpo

12°C

  • Rotater Example

É uma das mais antigas cidades da Europa. Única, hospitaleira, cosmopolita, a cidade do Porto situa-se no norte de Portugal. É a segunda maior cidade do país, com cerca de 237.000 habitantes, e, no total, o distrito do Porto possui 1.300.000 habitantes. Com uma geografia peculiar, entre o rio e o mar, é facilmente descrita como um anfiteatro sobre o Rio Douro, já que sobre ele delicadamente nasceu e está debruçada...

Não é possível falar da história do Porto sem voltar aos tempos da Pré-História. Não nos podemos esquecer que em Foz Côa, cidade situada no Alto Douro vinhateiro e banhada pelo Rio Douro, foram encontradas figuras rupestres do Paleolítico, com mais de 20 mil anos, prova de ocupação humana. Fruto destes achados, foi criado o maior museu de arte rupestre ao ar livre nesta cidade, o Museu do Côa, onde o Rio Douro cruza com outro rio, o Côa. No entanto, relatos históricos apontam que a origem da cidade do Porto remonta ao tempo dos romanos, mais propriamente ao século 8 a.C., sendo que, nessa altura, chamava-se ‘Cale’ ou ‘Portus Cale’. E foi daí que veio a origem do nome de Portugal. No Porto também foram encontradas ruínas celtas, o que demonstra que é uma cidade por onde passaram diferentes povos, contribuindo para a sua progressiva criação, subindo as graníticas colinas e acompanhando o rio. Por ter resistido a duras batalhas e cercos que constam na sua História, é também conhecida como ‘Cidade Invicta’.

Em Visitar-porto.com, e com a ajuda da nossa empresa de promoção turística Visitar Porto Lda, cuja sede se situa junto à margem do Rio Douro (onde se encontra a nossa Webcam ao vivo), poderá viajar por todo o Porto, conhecer melhor esta que é a segunda maior cidade de Portugal, no que diz respeito à arquitectura, vida nocturna, compras e gastronomia. Neste guia turístico encontrará também informações sobre locais a visitar, eventos, onde ficar, imagens e ainda a Porto webcam, que permite o acesso a imagens deslumbrantes da inesquecível cidade do Porto, que tem tanto para você descobrir!

O Rio Douro, o terceiro maior da Península Ibérica, com 850 quilómetros, foi, em tempos idos, um grande motor de desenvolvimento desta cidade. No início da sua história e colonização, partiu do Rio Douro o desenvolvimento da cidade, já que se afirmava como o único grande meio de transporte da época, principalmente do Vinho do Porto. Em termos turísticos, o potencial do Rio Douro, gentilmente ladeado pelas margens de duas belas cidades, tem sido bem aproveitado, com várias empresas a promoverem passeios e cruzeiros rio acima até Espanha. Sabia que há cruzeiros de cinco ou mais dias pelo Rio Douro? É, sem dúvida, uma viagem inesquecível, numa subida lenta com paisagens únicas das colinas verdejantes e inclinadas de vinhas e olivais que descem até às margens do rio e que vêm sendo cultivadas e tratadas há milhares de anos.

Por falar de rio, o Porto também tem mar. As praias, como as da Foz, Matosinhos ou Gaia, ainda mantêm o que sempre as caracterizou: extensos areais, enquadrados na natureza e na cidade. Não ficará indiferente!

Com as caves de Vinho do Porto situadas na outra margem, em Gaia, os barcos rabelos ajudam a recordar que, antigamente, o transporte das pipas de vinho era feito por este meio, depois de colhidas as uvas e de preparado o vinho nas encostas altas. O Douro é a mais antiga região registada e delimitada como produtora de vinho, graças ao Vinho do Porto, distinção que foi atribuída em 1756, para garantir a autenticidade e qualidade dos vinhos desta região.

O Porto é uma cidade cercada por montanhas de granito, com vista para o Rio Douro. Muita gente diz que tem uma ‘cor’ própria, por estar assente nesta pedra acinzentada e clara, utilizada na construção de diversos monumentos e edifícios de relevo da cidade. Os antepassados usaram este material, que foi aflorando, para tornar a cidade mais bela, daí que o Porto seja com frequência reconhecido pelo cinzento claro do granito que se expande nas fachadas dos edifícios ou na pavimentação. A beleza do seu centro histórico, onde se destacam as ruas estreitas, os monumentos e vários edifícios em granito, bem como as zonas habitacionais que são um cartaz da cidade, na Ribeira, valeu-lhe a elevação a Património Mundial da UNESCO em 1996. Em termos de arquitectura, o Porto é uma cidade que parece um postal antigo, com edifícios magníficos de épocas distintas, com estilo barroco, gótico ou Art Déco. Se passear pelo Porto à noite, a beleza das fachadas dos prédios, da zona ribeirinha e a Ponte D. Luís irão levá-lo a outros anos, como se o tempo tivesse parado...

Quem visita esta cidade pela primeira vez facilmente percebe o que a distingue de tantas outras. Uma vez aqui, pare. Escute. Olhe em volta. A cor, os cheiros, a hospitalidade, a movimentação, a ligação entre duas cidades (Porto e Vila Nova de Gaia) através de pontes sobre o Rio Douro deixam prever que se trata de um grande centro de comércio e que não é apenas a capital do norte do país de nome, mas por congregar uma grande parte do tecido empresarial e industrial, com destaque para o sector vinícola, têxtil, do calçado e até automóvel (como o grande grupo Salvador Caetano) e mobiliário (Paços de Ferreira é considerada a ‘capital do móvel’). Em São João da Madeira existem indústrias de calçado e de chapelaria que exportam para os vários cantos do mundo e cujos produtos constam das preferências de celebridades como Barack e Michelle Obama, Shakira, Paris Hilton, Cameron Diaz ou da rainha de Espanha, Letizia Ortiz.

O Porto é também uma cidade que conquista pela tradição. O São João é a festa mais emblemática da cidade e considerada a noite mais longa do Porto. Na noite de 23 de Junho, as principais zonas da cidade enchem-se de pessoas que se associam a esta importante festa popular. Até ao amanhecer, as pessoas, de várias idades, percorrem as ruas da cidade e dão asas à tradição de dar ‘pancadas’ com martelos de plástico na cabeça de quem vai passando. Pelas ruas há balões típicos de São João, de papel e com muitas cores, música popular e assam-se sardinhas em qualquer parte.

Esta cidade também é conhecida pela sua juventude, por causa da grande comunidade de estudantes universitários, que vêm estudar para o Porto de qualquer parte do país e do mundo também. A Universidade do Porto ficou, em 2014, entre as 300 melhores universidade do mundo, segundo o ‘QS World University Rankings’, considerado um dos mais importantes e fidedignos rankings de instituições de Ensino Superior. A envolvente ‘Queima das Fitas’, festa académica que enche as ruas da cidade em Maio, é já considerada a segunda maior festa da cidade.

Contudo, há também um lado moderno nesta cidade conectado com a cultura. A Casa da Música, criada pelo arquitecto holandês Rem Koolhaas, é uma grande atracção nesta cidade pelas linhas fora do comum. Outro espaço emblemático é a Fundação Serralves, onde pode ser visitado o Museu de Arte Contemporânea, concebido por Siza Vieira, e a Casa Serralves, em estilo Art Déco. No entanto, o Porto é uma cidade rica em museus, onde podem ser descobertas partes da sua história. Em 2001, a cidade do Porto foi considerada Cidade Europeia da Cultura.

E falar do Porto é também falar de gastronomia (como, por exemplo, da ‘Francesinha’ e das ‘Tripas à Moda do Porto’), bem como das recentes e animadas feiras de rua, onde se pode encontrar de tudo (desde livros, a discos de vinil e roupa), da noite (há quem venha ao Porto de propósito para usufruir das opções da noite nortenha), dos jardins da cidade, mas também de outros aspectos curiosos, como a pronúncia das gentes do Porto. Nesta cidade é frequente usarem palavras diferentes (por exemplo, ‘cimbalino’ em vez de café), o próprio sotaque contempla a mudança dos B’s pelos V’s e o uso de palavrões, algo natural para os habitantes, já que são ditos sem fins ofensivos. Nada que faça esquecer a hospitalidade que caracteriza quem pertence à Invicta!

Duas taças dos Campeões Europeus, duas taças UEFA e 27 títulos no campeonato da primeira divisão. Sabe de que clube português estamos a falar? Do FC Porto, claro, o maior clube da cidade! Um outro ponto de visita nesta cidade pode ser o estádio desta equipa, o Estádio do Dragão, que contempla um museu (Museu Futebol Clube do Porto) já visitado por dezenas de milhares de pessoas! Na cidade há ainda outro clube de grande dimensão, o Boavista FC, que é também um dos clubes portugueses com mais títulos nacionais e presenças em competições europeias no futebol.

Para planear as suas férias com todas as informações necessárias, falta ainda falar do tempo. O Porto tem um clima ameno e mediterrânico, com Invernos mais frescos e Verões de amenos a quentes. A temperatura média no Inverno é de cerca de 14 graus e, no Verão, ronda os 25 graus. Graças à proximidade ao mar e Rio Douro, o Porto tem bastante humidade, o que dá a sensação de as temperaturas estarem mais amenas no Inverno e mais frescas no Verão.

E, se já ouviu falar em Oporto, não se preocupe! É a mesma cidade! Porto é a palavra portuguesa, enquanto que Oporto é uma espécie de estrangeirismo, uma palavra criada por espanhóis e ingleses para dizerem o nome desta cidade, na altura em que se expandiu a comercialização do Vinho do Porto. Estas línguas incluem o artigo da língua original como se fizesse parte do real nome da terra. No entanto, ambas as formas estão correctas.

Por todos estes motivos, o Porto foi considerado o Melhor Destino Europeu em 2012 e 2014.

Venha comprovar e deixe-se conquistar!