03:53:11 Domingo, 28 Maio 2017
Nublado

17°C

  • Rotater Example

O Porto tem atraído e criado muitos arquitectos maravilhosos. Verá estruturas barrocas, góticas e românicas nas igrejas e catedrais da cidade. Há também, fachadas neoclássicas em edifícios como o da Câmara MunicipalHospital Geral de Santo António e o Palácio da Bolsa.

O interior da Livraria Lello & Irmão é intensamente Art Nouveau. A arquitectura moderna marca presença nos ângulos da Casa da Música na Boavista e no design na madeira da Biblioteca Almeida Garrett nos Jardins do Palácio De Cristal, sem esquecer a muito contemporânea Fundação Serralves.

Quando falamos de arquitectos que deixaram o seu marco no Porto, o primeiro nome que vem à baila é o do arquitecto italiano Nicolás Nasoni. Ele veio para o Porto no século XVIII, casou com uma portuense e estabeleceu-se, reconstruindo a cidade na forma barroca. Ele é responsável pela Torre dos Clérigos, pela Igreja dos Clérigos e muitas outras estruturas.

José Marques da Silva foi um importante arquitecto que estudou em França. A influência francesa é evidente no seu trabalho. Ele é responsável pela Estação de São Bento e a sua assinatura pode literalmente ser vista por toda a cidade, pois ele assinou muitos dos seus edifícios.

Álvaro Siza Vieira é um arquitecto de renome internacional de Matosinhos que começou a desenhar nos anos cinquenta. Ele é responsável pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, pela Casa de Chá Boa-Nova em Leça da Palmeira, assim como por bairros sociais, serviços públicos e vários outros projectos aqui e no estrangeiro.

Desde as antigas fundações romanas do Porto, até os seus edifícios mais vanguardistas, a cidade mistura todos os estilos arquitectónicos. Contudo, terá de caminhar muito para os ver a todos.