01:50:36 Sábado, 22 Julho 2017
Pouco Nublado

14°C

  • Rotater Example

Uma marca de sapatos de luxo 100% nacional e que é uma referência a nível mundial. É assim que se pode caracterizar a Carlos Santos, um caso de sucesso no que diz respeito ao sector do calçado em Portugal e que está presente em mercados tão distintos e exigentes como o japonês, francês ou norte-americano.

É na fábrica de calçado Zarco, em São João da Madeira, que são produzidos estes sapatos que se distinguem pela elegância e sofisticação. A colecção de Carlos Santos possui duas grandes linhas. Para além da luxuosa linha de sapatos Santos by Carlos Santos, mais formal (um par destes sapatos pode chegar aos 3750 euros), há outra linha, a Green Label, para looks mais jovens, casual e fashion.

Carlos Santos começou a trabalhar nesta fábrica aos 14 anos e, de simples funcionário fui subindo até chegar a único accionista. A linha Santos by Carlos Santos surge como uma forma de assinalar 40 anos de paixão por esta área. Os mais baratos custam 700 euros e os mais caros, em pele de crocodilo bebé, 3750 euros. Contudo, o modo de produção é quase raro, visto que 80% do trabalho feito é manual, sem recurso a máquinas. As máquinas surgem apenas como um complemento. A produção do calçado é 100% portuguesa e a escolha do material é feita de forma rigorosa.

Recentemente, a empresa também começou a ter um olhar mais atento ao público feminino, investindo em produtos para mulher. Existe também uma linha de acessórios, com produtos relacionados com os sapatos (como calçadeira, cremes e produtos reparadores de pele) e cintos. Porém, esta empresa está a preparar uma nova linha de acessórios.

Com 70 anos feitos, a Carlos Santos está no topo das marcas internacionais de calçado e das preferências dos homens mais exigentes, sendo comercializada em países como França, Japão, Alemanha, Holanda, Suíça, Espanha e EUA, graças à qualidade dos sapatos e ao seu design. Por dia estima-se que sejam produzidos 450 sapatos, todos sujeitos a um tratamento demorado e de rigor. Cerca de 99% do que é produzido destina-se à exportação. Esta marca é das poucas empresas portuguesas a produzir através do sistema Goodyear Welted, um tipo de fabrico manual em que as máquinas são apenas um complemento.